limpeza

Importância da adoção de boas práticas de fabricação e do uso correto de produtos auxiliares no combate à COVID-19 nas indústrias de alimentos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa, publicou a nota técnica 18/2020 para reforçar a importância das boas práticas de fabricação e manipulação de alimentos neste período de pandemia causada pelo vírus SARS-coV-2, uma vez que esta cadeia é atividade essencial e os produtos devem chegar com segurança à população.

Conforme matéria  publicada no site da Vigna Brasil, não há evidência de que os alimentos sejam veículos de transmissão do novo coronavírus, entretanto, reforçar a garantia de atendimento às exigências já constantes na legislação sanitária de boas práticas de fabricação e manipulação de alimentos, além de evitar a disseminação deste microrganismo entre os trabalhadores é fundamental para diminuir o risco de diversas outras doenças que podem ser transmitidas pelos mesmos.

Um dos destaques da nota técnica é a recomendação de atenção redobrada à rotina de limpeza e desinfecção frequente e sistematizada dos equipamentos, utensílios e dos ambientes, inclusive vestiários, banheiros, vias de acesso e pátios, além de superfícies em que há maior frequência de contato, como maçanetas das portas e corrimãos.

A higienização deve ser realizada em duas fases: limpeza e desinfecção.

A limpeza é essencial para a remoção de microrganismos, sujeiras e impurezas das superfícies. É importante destacar que esse processo não mata os microrganismos, mas, ao removê-los, diminui o número e o risco de propagação da infecção.

Para maior eficácia na limpeza são indicados produtos como detergentes, limpadores multiuso que tem ação desengordurante e o próprio álcool a 70%. A recomendação é sempre seguir as instruções das embalagens.

O segundo passo na higienização é a desinfecção. Nesta ação, a indicação é o uso de produtos químicos para matar microrganismos que ficam nas superfícies. Como esse processo não limpa necessariamente superfícies sujas, a desinfecção deve, obrigatoriamente, ser feita após a limpeza.

A desinfecção reduz ainda mais o risco de propagação de infecções e o uso dos produtos deve seguir as recomendações de diluição descritas nas embalagens. Veja alguns exemplos:

Ohipoclorito de sódio ou cálcio (ou água sanitária), na diluição de 1%, precisa do correto manuseio. O uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) é muito importante, uma vez que o produto pode causar lesões severas na pele e no caso de contato com os olhos.

Como o produto pode causar oxidação, a indicação é evitar a aplicação em superfícies de metal. Também não é indicado misturar com outros produtos, uma vez que o hipoclorito de sódio reage violentamente com muitas substâncias químicas.

Já o peróxido de hidrogênio possui ação rápida e é pouco tóxico. Mas é preciso ter cuidado, pois a inalação aguda pode causar irritação no nariz, garganta e trato respiratório. Por não ser afetado por fatores ambientais ou na presença de material orgânico, é seguro para o meio ambiente, mas é contraindicado para uso em cobre, latão, zinco e alumínio.

Outra opção é o ácido peracético, produto com resultado muito eficaz na desinfecção de locais com matéria orgânica. Assim como o hipoclorito é instável, principalmente quando diluído, e corrosivo para metais (cobre, latão, bronze e ferro galvanizado).

Uma quarta opção de produto para desinfecção é o quaternário de amônio, um desinfetante de baixo custo e com menor ação contra microbactérias, vírus envelopados e esporose. Este desinfetante é inativado na presença de matéria orgânica, sabões e tensoativos aniônicos. O uso de EPIs é obrigatório, pois pode causar irritação de pele, das vias respiratórias e sensibilidade na pele, mas tem a vantagem de não corroer os metais.

Para saber mais sobre o assunto, acesse a íntegra das notas técnicas da ANVISA nos respectivos links:

Nota Técnica Nº 18/2020/SEI/GIALI/GGFIS/DIRE4/ANVISA – COVID-19 e boas práticas de fabricação e manipulação de alimentos https://bit.ly/3cdyGr.

Nota Técnica Nº 34/2020/SEI/COSAN/GHCOS/DIRE3/ANVISA – Recomendações e alertas sobre procedimentos de desinfecção em locais públicos realizados durante a pandemia da COVID-19 https://bit.ly/2K42QkS


en_USEN
pt_BRPT en_USEN