Feira

Vigna Brasil participa da 2ª edição da ANUFOOD – feira internacional exclusiva para o setor de alimentos e bebidas

A equipe da Vigna Brasil esteve presente na ANUFOOD, versão brasileira da maior feira internacional exclusiva para o setor de alimentos e bebidas, a alemã Anuga, conferindo as novidades apresentadas pelas mais de 400 marcas expositoras além de participar dos congressos promovidos ao longo dos 3 dias de evento, que aconteceu em São Paulo entre 9 e 11 de março.

A parceria com a FGV Projetos, ABIA, ABIR e ITAL, motivou apresentações concentradas no debate sobre o futuro do mercado de alimentos e bebidas.

A Drª Alessandra Bastos, responsável pela 2ª diretoria da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) que abrange a Gerência Geral de Alimentos (GGALI), reforçou bastante a importância do controle pós-mercado dos produtos.

Dentre as justificativas, a diretora afirmou que isso ajudaria a deslocar os servidores técnicos para o estudo e desenvolvimento de novas legislações necessárias às inovações do setor.

Durante sua palestra sobre “O Papel da Anvisa na Indústria de Alimentos e Bebidas”, ela apresentou brevemente o novo planejamento estratégico para o triênio 2020-2023, além de confirmar que a nova legislação sobre rotulagem nutricional será publicada ainda este ano e que teremos também a votação sobre a minuta referente aos cereais integrais, que logo mais deve entrar em consulta pública. Para Alesandra o grande desafio é acelerar os processos no âmbito da legislação brasileira.

Na área de exposição, empresas dos segmentos Agrifoods, Meat, Chilled & Fresh Food, Dairy, Drinks & Hot Beverages, Fine Food, Bread & Bakery, Organic, Sweets & Snacks, Food Service, apresentaram suas novidades que acompanham as já conhecidas tendências do mercado, como a maior procura por alimentos menos processados e mais saudáveis, substituição da proteína animal por opções de origem vegetal, alimentos sem glúten, sem lactose e oriundos de uma cadeia de produção mais sustentável.

De qualquer forma as tendências não ofuscaram outros produtos mais convencionais. Empresas do segmento de lácteos e carnes, por exemplo, mostraram que estão sempre se renovando e que há espaço no mercado para todos.

A inovação no setor de alimentos e bebidas acontece em ritmo acelerado, estimulada por startups, que muitas vezes em parceira com grandes empresas, vêm desbravando novas alternativas de consumo e produção. O evento consolida, por fim, que a essencialidade do alimento se mantém representada nos números do segmento e que seu mercado, ainda que afetado, não para de crescer mesmo em cenários de crise.

Saiba mais sobre o assunto em: https://bit.ly/2IFnvew.

pt_BRPT
en_USEN pt_BRPT