fisa 2019

Fisa 2019: comunicação com o consumidor, regulação e tendências são os principais desafios do setor

Os debates a respeito da nova regulamentação de rotulagens dos alimentos e o conceito de clean label ainda estão bastante centralizados na visão da indústria mas precisam se expandir para entender também a perspectiva do consumidor de modo que esta comunicação seja clara. Este foi o tema central da conferência de abertura do Fi South America (FiSA) 2019, o mais completo evento do setor de ingredientes alimentícios da América Latina, realizado entre os dias 20 e 22 de agosto, em São Paulo, com o apoio e participação da Vigna Brasil, que foi representada por apresentações de Elaine Guaraldo, Diretora da Divisão Saúde, e Débora Leite, responsável pela Divisão Latam.

Elaine Guaraldo, Diretora da Divisão Saúde da Vigna Brasil, no segundo dia de evento, mediou o painel Visão sobre a Anvisa: Um ano após o Marco Regulatório. Qual o posicionamento da agência em relação à Lista Positiva e a aprovação de Health Claims e Novos Ingredientes, juntamente com os presidentes das Associacoes ABIAD, ABIAM e ABENUTRI. O debate girou em torno do panorama da regulamentação de suplementos alimentares no Brasil, que completou um ano em julho de 2019 e também sobre os principais avanços nesse período e os desafios futuros. No período da tarde, Débora Leite, da Divisão Latam, falou para um auditório lotado sobre o potencial e desafios do mercado de alimentos na América do Sul, com foco em Brasil, Argentina, Chile, Colômbia e Peru.

Também estavam presentes, da Vigna Brasil, Fábio Domingues, Diretor; Fernando Gasparin, Marketing; Aline Bento, Coordenadora da Divisão Alimentos; além de Maira Escovar e Liane Leonel, Diretoras da Mali Consultoria, que é´a agência de comunicação da empresa e também parceira da Vigna na realização de projetos para clientes que precisem de conteúdos com premissas regulatórias.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) marcou presença no terceiro dia da FISA, apresentando a reestruturação pela qual está passando, com destaque para a criação de um setor específico para a área de nutrição animal. Já a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) mostrou que está preocupada com o desenvolvimento de novas tecnologias e tendências alimentares e, segundo a Dra. Thalita Antony de Souza Lima, Gerente-Geral de Alimentos (GGALI), o órgão já está participando de discussões a respeito do consumo de novos produtos, a exemplo de insetos e alimentos produzidos in vitro. De acordo com o ex-presidente da entidade, Gonzalo Vecina Neto, um dos principais desafios da agência ainda é a melhoria da fiscalização pós-mercado que poderia ser potencializada com a desburocratização do sistema de regulamentação de produtos.

A FiSA 2019 também apresentou novidades do setor e as principais tendências na área de alimentos, com soluções em Food, Health, Organic e Natural Ingredients, além de receber mais de 700 marcas expositoras e 10 mil visitantes, durante os três dias de evento. A edição do próximo ano já está com data marcada: deve ocorrer entre os dias 18 a 20 de agosto.

pt_BRPortuguese
en_USEnglish pt_BRPortuguese